1/8

O Residencial Fernandes é uma edificação com três pavimentos tipo e um pavimento térreo, com área total de 1.022 m². Está inserido em um condomínio de baixo gabarito na cidade de São José – SC, próximo à BR 101 e à BR 282 que dão acesso à Florianópolis. Ali se tem uma vista privilegiada das baías que banham a Ilha de Santa Catarina.

A edificação foi pensada para ser um conjunto de unidades unifamiliares para os filhos da família. Mesmo assim, a ideia era configurar o projeto de modo a parecer uma unidade homogênea, de caráter único, demonstrando na própria arquitetura que ali vive uma única família.

A partir do passeio em frente ao terreno, após a construção, a visão da edificação é a prova de que essa homogeneidade fica evidente apenas para a fachada da rua. Isso aconteceu, devido ao aproveitamento da conformação topográfica ímpar do terreno. Ele é bem mais alto do que na rua, possuindo declive acentuado para sua área interna, contendo muros de contenção (arrimo) após alguns metros de vegetação. Desse modo, a edificação se subtrai, e seus quatro pavimentos se tornam um único, sem agredir o entorno de apenas dois pavimentos de gabarito predominante.

O pavimento térreo contém a garagem sob pilotis, com capacidade para doze veículos e o hall de entrada com elevador privativo. Já os pavimentos tipo comportam uma unidade de habitação por pavimento. Cada unidade possui quatro suítes, com closets exclusivos, lavabo, cozinha, lavanderia e área social ampla, abrangendo home-theater, jantar, estar e churrasqueira. Além disso, o pavimento possui amplas sacadas que envolvem quase todo o perímetro da edificação, permitindo que o morador se sinta como na varanda de uma casa, apreciando a vista e a tranquilidade do lugar.

As sacadas são o ponto chave da fachada considerada principal. Possuem uma sinuosidade que quebra a rigidez da forma regular da edificação e dão a leveza buscada desde o início da concepção do projeto. Esta fachada está voltada para o mar e as cidades de Florianópolis e São José. Ali, a edificação se abre e “abraça” o horizonte, através de suas curvas suaves e da sua postura de lançar-se à frente, ao mar.

A proposta foi reunir a família em um edifício, satisfazendo seus anseios por área externa ampla, aproveitamento da luz solar, ventilação cruzada, conforto térmico, com a melhor leitura de apropriação do terreno.