Estamos vivendo em uma época onde os prêmios fazem parte do nosso cotidiano, e os mais populares que podemos citar são os chamados reality shows. Neles podemos ver pessoas competindo para ver quem tem o melhor talento como cantor, cheff, etc.

O objetivo destes eventos é de premiar uma pessoa – ou grupo de pessoas – que inicialmente não teria a chance de estar diante do holofote, ou seja, criar talentos. O mesmo acontece no mundo da arquitetura e do design.

Enquanto os concursos premiam a melhor ideia para solucionar um determinado problema – que posteriormente poderá vir a ser executada; os prêmios julgam projetos já feitos ou executados, frutos de contratos reais firmados com clientes reais.

Estande do portal Projetar.org no início do Pixel Show. Premiado no Clube de Criação do Paraná. Foto: Rodrigo Rez.

O Studio CSD sempre participou de concursos durante a sua trajetória, sendo premiado em certames de escala regional, nacional e internacional, porém nunca havíamos participado de prêmios. No ano de 2019 decidimos submeter dois projetos arquitetônicos, além de outros focados na área do design em prêmios, todos estes feitos em parceria com o escritório de design Tête-à-tête para clientes locais.

Um dos projetos se trata de uma instalação feita para uma feira em São Paulo, cujo foco foi a interação entre o cliente e o público. Enquanto o cliente projetava sua informação em uma parte do pavilhão, o público tinha a possibilidade de inserir sua linguagem no espaço restante; e com isso a instalação sofria mudanças constantes durante o evento.

O outro projeto consiste em um tapume de obras que transformamos em um ponto de ônibus para minimizar os impactos que o canteiro de obras gera no bairro durante o período de obra. Este projeto foi publicado na matéria da segunda edição desta revista, intitulada “Gentileza Urbana”.


Tapume Edifício Varandas em Cascavel. Premiado na Bienal de Design Gráfico. Foto: Caio Smolarek.

Tivemos a honra de sermos premiados com os dois projetos arquitetônicos e alguns na área do design, e com isso tivemos a oportunidade de aprendermos duas lições. Primeiro, que um trabalho feito para clientes no interior do Paraná pode estar em grau de comparação com projetos feitos para clientes nos grandes centros, independente de verbas de execução. Segundo, que a validação de quem está no nível mais alto da profissão é um indicativo de que estamos na direção certa.

Na nossa última matéria, comentamos que temos como propósito ajudar a criar uma linguagem com identidade própria, enraizada nos elementos tradicionais do local onde inserida, mantendo o ciclo cultural local. Ao recebermos este feedback podemos nos alegrar de que, de fato, o mundo está voltando a dar valor ao local em detrimento do global.

Autor: Caio Smolarek Dias – Studio CSD Arquitetura -Cascavel- PR

Email: contato@studiocsd.com

Telefone: 45-3037-4369